29 agosto, 2009

Ah, vai se...

Alguns aqui devem ter visto na tv aquela professora que foi demitida por que apareceu um vídeo onde a mesma estava dançando mais 'sensualmente' em cima de um palco.

Agora me diga uma coisa!
E DAÍÍÍ???!!!!
Pelo amor de Deus Senhor Jesus Cristo, se ela tivesse transando com alguém em plena praça da Sé o que é que tem haver o fato da integridade dela como professora ser prejudicada.
Não estou aqui pra defender ninguém, apenas pra dizer que antes de tudo todo mundo é ser humano, tem uma vida, é de carne e osso.
PRECONCEITO, isso sim!
Foda-se o que ela faz nas horas vagas e o que ela deixa de fazer...
Ela é responsável no emprego? Faz o trabalho bem feito?
EXPLODA-SE se ela planta bananeira nas horas vagas ou se gosta de flertar com mulheres!
Hipócritas...
Se for assim, dependendo da sua 'posição social'[pfff] você não deve mais realizar determinadas 'coisas'.
Evangélicos não podem fazer sexo, padres não podem ficam excitados, professoras têm que se tornar robôs "pra dá o exemplo".
Vai julgar a competência profissional de uma pessoa por isso?
Se for assim, todo mundo que fuma maconha é vagabundo, toda loira é burra, todo mundo que tem tatuagem é malandro e quem não vai a missa é infeliz...e nenhum serve "pra o serviço".
Faça-me o favor!
ODEIO essas pessoinhas que pagam de certinhas, de santinhos...do pau oco!
Se tu faz uma coisa, vai lá e assume, mas num fica recriminando uma pessoa que pelo menos teve a coragem de mostrar quem realmente é...idependente da profissão ou do tanto que recebe no final do mês!
É mesma coisa de dizer que eu não sou "moça pra casar" por que eu falo palavrão.
E sabe de uma coisa, cansei...

(Hosana Lemos)

5 comentários:

Papagaio Mudo disse...

caramba!
que explosão de... sei lá... palavras!

Abraços,


Gustavo

Danilo Maia disse...

Olha, eu não 'tou aqui para ser advogado de ninguém. Mas uma coisa 'cê tem que compreender:
Você já é uma pessoa [adulta?] com uma personalidade formada, então, fica mais fácil ter um discernimento mais claro das coisas. Agora imagine-se como uma criança, onde você coloca a professora em um pedestal - praticamente - inalcansável. Não deve ser legal ver a "Tia" mostrando não só a bunda, como também parte da vagina.
Não se trata de ela poder ou não fazer "coisas" fora do seu local de trabalho, mas, inevitavelmente, ela tem uma imagem para repassar para seus alunos. E também não sejamos hipócritas em dizer que, "se meu filho ver a professora dele [nua] em situações pouco convencionais, eu não vou me incomodar", pois iríamos nos incomodar, sim.

É isso...

Hosana Lemos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Hosana Lemos disse...

Caro Danilo, quanto as crianças verem o que a professora estava fazendo, me responda uma coisa: como?, pois só ha algumas maneiras de isso acontecer.
1º elas estarem perto do palco onde ocorreu o fato [acho que pais em sã consciência não levariam crianças a lugares proibidos a menores de 18 anos]
2º ver algum video na internet...acho que crianças em vez de estarem conversando no msn e vendo sites impróprios deveriam está estudando, é onde entra os pais para impor limites do que suas lindas crianças deixa ou nao de ver!
A professora só tem que dar o exemplo por que é costume social.
Se for assim, mulheres que fazem filmes pornos não são aptas a ser mães, por que de acordo com a sociedade não é bom a os filhos...afinal ela tem que dar o exemplo!

e por aí vai...

=)

E.Suruba disse...

xiiii
eu vi
mas eu tô bem!